PET

Branco como neve, o Westie é um cachorro inteligente e cheio de energia


source
Fofo e brincalhão, a raça era utilizada para caçar raposas e outros animais menores
Reprodução/Pixabay

Fofo e brincalhão, a raça era utilizada para caçar raposas e outros animais menores

Westie, como é chamado o West Highland White Terrier pelos admiradores da raça, é um cachorro forte, alegre e cheio de energia. De origem escocesa, chegando a ser reconhecida como um símbolo no país, a raça era originalmente utilizada para a caça de animais menores, como roedores em armazéns de grãos, ou mesmo animais maiores, como raposas.

Tem como uma de suas principais características a sua pelagem branquinha e isso não é por acaso. Em meados de 1840 a 1860 – não há uma certeza quanto à data correta -, o Coronel Edward Donald Malcolm de Poltalloch, Argyllshire, na Escócia, atingiu acidentalmente o seu cão de caça, por sua cor avermelhada ser confundida com a de uma raposa e, daí em diante, o homem decidiu que criaria apenas cachorros de pelagem branca, para que fossem facilmente distinguíveis de suas presas.

A raça já mudou de nome algumas vezes em sua história, chegando a ser denominada como West Highland White Terrier apenas em 1909, um ano após seu registro no American Kennel Club, quando se tornou a 61ª raça registrada.

A raça também é bastante popular entre famosos, astros como Robert Pattinson, Al Pacino, Kate Beckinsale, Rob Schneider e o famoso cineasta Alfred Hitchcock tiveram ou ainda têm cães da raça. No Brasil, o westie se popularizou muito no início da década de 2000, ao servir como “garoto propaganda” e mascote do Portal iG, como o iGuinho .

Inteligência e temperamento

A expectativa de um cão da raça whithe terrier pode chegar a 16 anos
Reprodução/Pixabay

A expectativa de um cão da raça whithe terrier pode chegar a 16 anos

Os westies estão no 47º no ranking do livro “A Inteligência dos Cães”, de Stanley Coren. São muito inteligentes , mas também bastante teimosos. Com o incentivo certo, não será necessário muito esforço para adestrá-los. Esses reagem muito bem a estímulos positivos, como brincadeiras e carinho.

Devido ao seu instinto de caça, criar um westie pode não ser muito indicado para tutores que possuam animais menores, como coelhos e outros roedores. Com gatos, desde que sejam bem socializados, podem ter uma boa relação. A raça é muito afetuosa e se dá muito bem com crianças e adultos, mesmo com pessoas estranhas, o que indica que a vocação para cão de guarda está fora de sua genética. Ainda assim, são bastante protetores com a família e latem bastante quando percebem algo estranho.

Saúde e Higiene

Eles são muito afetuosos e brincalhões
Reprodução/Pixabay

Eles são muito afetuosos e brincalhões

Por serem cheios de energia, eles precisam de bastante estímulo com atividades físicas e brincadeiras, não necessariamente precisam viver em uma casa muito grande com quintal, mas, se for o caso, o tutor deve estar ciente que precisará disponibilizar uma parte do seu dia para fazer atividades com o pet.

Seu pelo, apesar de branquinho, é fácil de cuidar e não soltam com facilidade, contando que o tutor escove regularmente. Banhos também não necessitam de grande frequência, uma ou duas vezes ao mês, com produtos indicados pelo veterinário, de preferência. Uma boa dica, para manter seus pelos limpos após brincadeiras é utilizar lenços umedecidos, para as patas e a boca, após as refeições. É importante também ter atenção aos seus olhos, para remoção de remelas acumuladas e manchas lacrimais

Sua expectativa de vida é geralmente longa, chegando de 12 a 16 anos, mas ele também é suscetível a algumas doenças como a osteopatia crânio mandibular, sendo o crescimento anormal da mandíbula, uma doença genética que deve ser tratada corretamente coma ajuda de um veterinário. Também é uma das raças de cachorro mais propensas a dermatite atópico.

Atividades que forcem muito as patinhas devem ser evitadas, devido a uma luxação da paleta, comum em cães de pequeno porte. Para prevenir essas, entre outras doenças, é recomendado fazer visitas regulares a um veterinário, ter a carteira de vacinação sempre em dia e cuidar da vermifugação.

Como qualquer outro cachorro, se bem cuidado, o West Highland White Terrier terá uma vida longa e feliz.

Você viu?

Fonte: IG PET

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo