Câmara Municipal

Live da Câmara ressalta cuidados com saúde do homem durante a pandemia de Covid-19

A importância de os homens manterem exames de rotina mesmo durante a pandemia de Covid-19, além de buscarem o médico diante de sintomas ou por complicações decorrentes da doença foram alguns dos pontos debatidos em live da Câmara Municipal de Campo Grande na manhã desta quarta-feira (2). O debate incluiu ainda informações sobre tratamentos, vacinas e medidas de segurança para evitar contaminação pelo coronavírus.

A live foi conduzida pelo vereador Dr. Jamal, integrante da Comissão Permanente de Saúde, e contou com a participação do Dr. Osvaldo Dutra,  cirurgião-geral e diretor clínico da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. Ele também foi Diretor Regional de Saúde de Três Lagoas e fundou o Instituto Médico em 1972, além de ter sido deputado estadual.

“A saúde do homem envolve a parte cardíaca, respiratória, sexual e mental. Os homens abandonaram a ida ao consultório médico por medo de se contaminarem”, ressaltou o vereador Dr. Jamal, salientando que muitos deixaram de fazer revisões relacionadas à parte urológica, prevenção ao câncer de próstata, entre outros. Ele observa, porém, que os consultórios e unidades de saúde estão adotando todas as medidas de segurança para evitar contaminação nestes ambientes.

O médico Osvaldo Dutra também alertou sobre as consequências do pós- Covid, tendo acompanhado com mais frequência pacientes com diabetes, lesões musculares e problemas de ordem psicológica. Ele esclareceu que o vírus é uma doença multiplicável, de contágio e, por isso, é importante manter “responsabilidade social e disciplina de cada cidadão” para evitar contaminações. Usar máscara, evitar aglomerações, retirar calçado antes de entrar em casa e lavar as mãos são medidas que não podem ser esquecidas, conforme enfatizou o profissional.

Outro reflexo da pandemia foi aumento dos problemas psicológicos o que, segundo o vereador Dr. Jamal, também tem influenciado no aumento dos casos de impotência sexual. “É difícil apresentarmos porcentagem exata, mas vejo que a incidência aumentou depois da Covid. Tem ainda o fator psicológico, pois a pandemia dá medo”, disse, ressaltando a importância de os pacientes procurarem especialistas para receberem a orientação correta.

A obesidade também foi salientada como fator de complicação no casos de Covid. “A obesidade é decorrente de um erro alimentar e da vida sedentária, na maioria dos casos. É preciso corrigir esses dois fatores, principalmente na infância e juventude”, afirmou o médico Osvaldo Dutra, ressaltando que podem existir ainda outras patologias.

Sobre o tratamento da Covid-19, eles avaliaram a necessidade de os médicos avaliarem os pacientes logo nos primeiros sintomas, observarem o histórico para prescreverem a medicação correta. “O que atua na mente pode atuar no organismo. Em vez de terrorismo, precisamos de mais soluções para que povo não sofra impacto tão grande psicologicamente”, completou o médico Osvaldo Dutra.

Vacinas – A vacinação também foi defendida durante a live. “A vacinação é o melhor caminho, não tenho dúvida. Mas precisamos atingir de 75% a 80% da população”, disse Dutra, ressaltando os percentuais de defesa, com produção de anticorpos e reação celular. Ele lembrou que nenhuma vacina tem 100% de proteção, por isso a necessidade de manter cuidados de segurança recomendados na pandemia.

Ele ressaltou o papel da glândula Timo para produção celular no sistema imunológico, a qual vai diminuindo quando a pessoa atinge idade superior a 50 anos. “Por isso pessoas de mais idade têm dificuldades de reagir a infecções”, completou. Ele ressalta que o uso de determinadas suplementações é necessário para reforçar a imunidade, pois nem sempre os alimentos possuem as vitaminas necessárias para o organismo. “Sempre oriento realizar de exames para buscar causa de doenças e déficit de determinados elementos”, disse.

Nesta quarta-feira, no período da tarde, a Prefeitura de Campo Grande irá vacinar pessoas com 54 anos ou mais e caminhoneiros com 40 anos ou mais.  Trabalhadores industriais e da construção civil com 45 anos ou mais e pessoas que tomaram a primeira dose de Astrazeneca até o dia 2 de abril também poderão se vacinar. O atendimento continua também para puérperas até 45 dias pós-parto e gestantes com 18 anos ou mais. Mulheres pertencentes a um destes dois públicos devem procurar, exclusivamente, o polo de vacinação Seleta ou a unidade de saúde da família (USF) Moreninha.

Lives – Todas as quartas-feiras pela manhã, a Câmara Municipal promove lives com a participação de convidados para debater temas relacionados à pandemia de Covid-19. Os debates são organizados pela Comissão de Saúde, composta pelos vereadores Dr. Sandro Benites (presidente), Dr. Victor Rocha (vice-presidente), Dr. Jamal, Dr. Loester e Tabosa, sendo transmitidos pelo Facebook (https://www.facebook.com/camaracgms) e pelo Youtube (https://www.youtube.com/camaramunicipalcg) da Casa de Leis.

Milena Crestani 

Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo