Turismo

Países da Europa liberam entrada de brasileiros antes do fim da pandemia


source
Dublin, capital da Irlanda
Foto de Steven Hylands no Pexels

Dublin, capital da Irlanda


A vacina que protege do coronavírus se tornou documento obrigatório para viajar , assim como o passaporte. Cada país está atualizando suas exigências no decorrer da pandemia e, além da vacina, alguns solicitam testes PCR negativos até 48 horas antes e a pessoa não pode residir e/ou embarcar no Brasil.

Apesar da União Europeia estar com as portas fechadas , três deles retiraram as restrições com os residentes do Brasil. Outros nove países da Europa também estão recebendo os turistas brasileiros :


Croácia

Quem for visitar o país a turismo deve comprovar a reserva do hotel para o período de estadia, preencher o formulário EnterCroatia, apresentar teste negativo para Covid-19 emitido em até 48h ou passar por quarentena de 14 dias.

Se você quiser fazer uma viagem longa, depois de 14 dias na Croácia o viajante está liberado para entrar na Itália ou na Bulgária e daí viajar para outros países da União Europeia – porém é preciso observar as exigências de cada país antes de comprar as passagens.

Irlanda

Penhascos de Moher, na Irlanda
Divulgação

Penhascos de Moher, na Irlanda

Ainda que os irlandeses nunca tenham fechado suas portas, a quarentena de 14 dias segue como exigência obrigatória para todos que entram no país.

Eslovênia

Assim como a Irlanda, a única exigência obrigatória é a quarentena de 14 dias.

Para acessar qualquer um desses três países que pertencem à União Europeia, é preciso embarcar com uma companhia que autorize o embarque de brasileiros em seus voos, ainda que façam conexões em países bloqueados (França, Alemanha, Suíça e Holanda). São elas: Lufthansa, Swiss, KLM e Air France.

Além da União Europeia:

Islândia

Aurora Boreal na Islândia
Foto de S Migaj no Pexels

Aurora Boreal na Islândia

Para quem deseja começar riscando a lista de desejos como  ver de perto a aurora boreal , a Islândia declarou que está de portas abertas para todos os turistas que já foram vacinados com duas doses de alguma vacina aprovada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). São elas: AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Pfizer, Sinopharm e Coronavac/Sinovac.

Dois pontos que merecem atenção: o primeiro é que a Islândia faz parte do Espaço Schengen e, caso o turista voe por aí, estará sujeito às regras do país de conexão, já que o segundo voo entre este país e a Islândia será doméstico (ou seja, você precisa ir pelo Reino Unido). O segundo é que o certificado de vacinação deve estar em inglês, francês ou alguma língua escandinava. Caso não esteja, você precisa providenciar uma tradução.

Você viu?

Bielo-Rússia

Faz exigência de quarentena de dez dias, com exceção de viajantes que passaram menos de 24 horas em um país de alto risco (comprovando isso na chegada).

Sérvia

Quem chega para visitar o país deve apresentar um PCR negativo feito nas 48 horas anteriores.

Albânia

Sarande
TripAdvisor

Sarande

Os turistas podem ter rastreios de saúde e verificação de temperatura logo na chegada. Quem apresentar os sintomas precisa seguir as orientações dos agentes de saúde locais e se auto-isolar.

Montenegro

Basta apresentar um certificado internacional válido de vacinação completa contra Covid-19. Quem não estiver vacinado ou não for testado negativo nas últimas 72 horas, é obrigado a se auto-isolar por 14 dias.

Bósnia e Herzegovina

O turista deve apresentar um teste PCR negativo realizado nas últimas 48 horas.

Eslovênia

Visitantes podem entrar se estiverem com a segunda dose da vacina aplicada até 14 dias antes da chegada no país – 21 dias se a vacina for a AstraZeneca.

Fonte: IG Turismo

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo